Notícias

  • 13/05/2015

    Você conhece a diferença entre hackers e criminosos cibernéticos?

    Frequentemente somos impactados por uma notícia que apresenta um hackers como alguém que se aproveitou de uma falha em um sistema operacional ou como o autor de uma invasão de site. Mas ações como essa não devem ser relacionados aos hackers e, sim, a criminosos eletrônicos. Afinal, a única característica que os une é a grande habilidade com tecnologia e sistemas eletrônicos.

    Os hackers são indivíduos que elaboram e modificam softwares e hardwares de computadores, seja desenvolvendo funcionalidades novas ou adaptando as antigas. O trabalho deles é vital para o desenvolvimento de sistemas e servidores cada vez mais seguros.
     

    Com esse objetivo, o hacker espanhol Chema Alonso chega ao Brasil na próxima semana. Conhecido como el Maligno, Chema é um das principais referências mundiais quando falamos de cybersecurity. Chema é diretor global de Segurança da Informação da Telefónica e CEO da ElevenPaths, empresa do Grupo Telefónica que desenvolve inovadoras soluções de monitoramento e análise de ameaças. Algumas delas são Latch, Faast, Metashield e Tacyt, ferramentas que aumentam os níveis de proteção de clientes corporativos e destacam-se pela inovação e pioneirismo no mercado mundial.

    A visita de Chema Alonso ao Brasil tem um motivo: em 20 de maio, a Telefônica Vivo promove, em São Paulo, o 1º Evento Anual de Segurança da Informação B2B. O objetivo é reforçar seu posicionamento como provedor de soluções completas de Segurança da Informação para o mercado corporativo.

    Além de Chema Alonso, o evento também tem a presença confirmada de Phil Zimmermann, criador do PGP (Pretty Good Privacy), um aplicativo para criptografia de e-mails e outros grandes nomes do setor.

    Para mais informações sobre o evento, clique aqui e acesse o site do primeiro Security Innovation Day.

voltar