Notícias

  • 11/06/2018

    Projeto Meninas dos Quadradinhos aquece o inverno de quem mais precisa

    Durante um chá da tarde, entre risadas e confissões, cinco amigas ressignificam o tempo livre unindo a arte do tricô e do crochê com a vontade de fazer o bem. Foi assim que, em 2015, surgiu o projeto Meninas dos Quadradinhos, que confeccionam quadradinhos para formarem belas (e quentinhas) colchas, que são entregues a idosos de asilos da Grande São Paulo.

    Navegando pela Internet, uma das idealizadoras do projeto, Margarete Brandão Caliman encontrou uma maneira de aquecer ainda mais pessoas: “Vi uma postagem nas redes sociais de Ana Laura Takieddine, amiga da minha filha Talita Caliman, ambas colaboradoras do Grupo Telefônica. A publicação era sobre o Dia dos Voluntários Telefônica 2017, que estava ocorrendo em um asilo de Guarulhos (SP), a Casa de Velhos Irmã Alice. Entrei em contato com a Ana Laura para contar sobre o meu projeto e oferecer nosso apoio”.

    Entre pontos e linhas, as Meninas dos Quadradinhos - como são carinhosamente conhecidas – realizaram uma primeira entrega em que doaram 40 colchas a idosos de outra instituição que também já foi beneficiada no Dia dos Voluntários 2016, o Instituto Assistencial Nosso Lar, localizado em Santo André (SP).

    “Foi uma experiência muito bacana! Sempre acompanho as ações da Fundação Telefônica Vivo  pelas redes sociais e pelo site. Agora estamos produzindo mais quadradinhos para as próximas entregas, que vão incluir coletinhos e cachecóis. Ações como essas são uma inspiração para os colaboradores e também para quem está do lado de fora. Cada pessoa que se envolve no Dia dos Voluntários leva essa experiência para o seu círculo de relacionamento e motiva os outros. Eu sempre fiz trabalho voluntário e minhas filhas me acompanharam. Sei que a minha filha fica extremamente feliz em dar continuidade a isso dentro da empresa onde ela trabalha”, comenta Margarete.

    E a ideia foi adiante...
    Em apoio à iniciativa, o Game do Bem, jogo interativo e colaborativo de exercício da cidadania desenvolvido pela equipe da Fundação Telefônica Vivo no Brasil, está com a missão Quadradinho de Amor para incentivar a produção de mais e mais quadradinhos. “Queremos mobilizar outras pessoas que fazem trabalhos manuais, mas não têm tempo de ir às instituições. Elas podem nos enviar os quadradinhos pelos Correios, que nós montamos as mantas”, declara Margarete Caliman.

    Participe também dessa iniciativa. Você pode contribuir diretamente com a doação de quadradinhos de lã prontos (20cm x 20cm), novelos e restinhos de lã, tricôs começados, etc.. O contato é pela página do Facebook do projeto. Clique aqui.

    Quando você participa, tudo muda. Principalmente você!
voltar