Compras Responsáveis

Fomentar a sustentabilidade em toda a cadeia de suprimentos é um importante desafio do setor de telecomunicações, uma vez que as companhias atuam com uma grande quantidade de fornecedores e terceirizados em seus processos.
 
Cada empresa tem autonomia para determinar seus próprios procedimentos, mas para estarem alinhados com nossas práticas de trabalho, valores e princípios, disponibilizamos a Política de Sustentabilidade que é alicerçada em nossos Princípios de Negócio Responsável.
 
Esta Política obedece não só a uma visão da Telefônica em matéria de sustentabilidade e gestão de risco, mas também a um planejamento estratégico para a empresa que é considerado de extrema importância.
 
Buscamos, dessa forma, o estabelecimento de relações sustentáveis e de benefício mútuo com fornecedores da Telefônica, assim como o cumprimento da legislação aplicável e dos padrões em matéria de comportamento ético e responsável, social, ambiental e de privacidade, não somente por parte da própria companhia e de seus colaboradores, mas também por parte de nossos parceiros comerciais.
 
Nossa Política de Sustentabilidade para a Cadeia de Fornecedores passou recentemente por um processo de revisão, liderado pela matriz do Grupo Telefónica com a participação das demais áreas de Sustentabilidade nas operações de outros países, incluindo o Brasil. Esse trabalho resultou em uma nova versão do documento, aprovado pelo Conselho de Administração do Grupo. A nova versão é alinhada à nova Política Global de Direitos Humanos e aos Princípios de Inteligência Artificial da companhia. A Política ressalta, inclusive, a responsabilidade dos próprios fornecedores em relação à gestão de riscos e impactos socioambientais mapeados em suas próprias cadeias de suprimentos.
 
Qualquer dúvida ou consulta relacionada ao cumprimento destes princípios pode ser feita no canal global de Negócio Responsável.
 
Para o caso de algum descumprimento das nossas políticas, princípios, normativas, bem como violações à legislação vigente, disponibilizamos o Canal de Denúncias.
 
Com estas ações, esperamos atuar ao lado de fornecedores comprometidos com as boas práticas que contribuem para reduzir impactos e riscos das nossas atividades. Além disso, que estejam preparados para aproveitar as oportunidades, aumentar a eficiência e garantir o crescimento sustentável.
 
Acesse a nossa Política de Sustentabilidade na Cadeia de Fornecimento na versão resumida e compartilhe com as áreas responsáveis de sua empresa.

A Telefônica Brasil publica em seu relatório de sustentabilidade itens que caracterizam nossa gestão de Sustentabilidade na Cadeia de Suprimentos a fim de reforçar nosso compromisso com o princípio da transparência com nossos públicos de interesse.

Dentre as informações que representam nossa gestão estão:

• Análise de gastos na cadeia de suprimentos, contendo número de fornecedores, categoria, valor gasto e distribuição geográfica;
• Identificação de fornecedores críticos conforme Matriz Local de Riscos segundo características locais de nossa cadeia.

Segundo a estratégia geral de Compras, os fornecedores críticos são definidos a partir do estabelecimento de normas, critérios e procedimento para avaliação de fornecedores, contribuindo para mitigação de impactos indesejáveis, tanto do ponto de vista operacional como de atendimento às necessidades dos clientes.

O Grupo Telefónica identifica seus fornecedores críticos de acordo com volume financeiro e impacto no modelo de negócios da companhia, o que envolve fornecedores não substituíveis e fornecedores de componentes críticos/diferenciados. A Telefônica possui uma classificação de todos os produtos e serviços que adquire. Aqueles mais estratégicos são gerenciados globalmente e, a cada um deles é analisado e atribuído um risco e um valor mínimo para contratação de um Seguro de Responsabilidade Civil. Além disso, a Telefônica realiza o acompanhamento dos montantes comprometidos em seus processos de compras. Mensalmente, o departamento de Compras produz um dashboard onde identifica os principais fornecedores, ou seja, aos quais foi autorizada a contratação com o maior volume financeiro. Para complementar os pontos anteriores, todo fornecedor cuja contratação excederá 5 milhões de reais/ano, ainda durante o Concurso de Compras, terá que fornecer informações adicionais para que seja realizada a qualificação econômico-financeira e trabalhista (esse último para contratação de serviços). Caso o fornecedor não cumpra as condições necessárias, para continuar no Concurso será necessário a aprovação dos Diretores da Área Solicitante, Compras e Financeiro ou aprovação do Vice-Presidente da Área Solicitante e um Estatutário, quando a compra é de bens ou serviço respectivamente.

Já para o cálculo da análise de riscos e identificação de fornecedores críticos em Sustentabilidade, aplicamos as seguintes análises com suas ponderações:

• Ponderação por aspectos: em que são aplicados pesos de avaliação relacionados aos seguintes aspectos em sustentabilidade – condições de trabalho; saúde e segurança; meio ambiente; direitos humanos; minerais em zona de conflito; privacidade; e promessa ao cliente.

• Ponderação de risco segundo a procedência do produto ou serviço (e seus componentes): valoração do nível de risco por cada subgrupo segundo a possível procedência do produto ou serviço (e seus componentes).

• Ponderação do risco segundo o impacto sobre a Telefônica: contempla o possível impacto na reputação da Telefônica em caso dos riscos analisados se materializarem. O impacto na reputação da companhia será maior quanto maior a relação do produto ou serviço com: a) nossa proposta de valor (contato direto com o cliente, comercializados com a marca da Telefônica, processos fim a fim da Companhia), e/ou nossa estratégia e posicionamento (privacidade e segurança dos dados de nossos clientes ou colaboradores, nosso core business). Uma vez coletados os dados, se inicia a realização do cálculo com a finalidade de se obter o nível de risco total para cada um deles.

• Assessment de riscos na cadeia de suprimentos e ações corretivas: os riscos em Sustentabilidade são constantemente monitorados em nossa cadeia. Temos auditorias presenciais em Aliados e em fornecedores críticos relacionados à gestão de Privacidade e Segurança das informações. Estimulamos nossos fornecedores e parceiros a inserirem suas informações relativas a à gestão de temas críticos socioambientais na plataforma Ecovadis, que reúne reportes e avaliações realizados pelas próprias empresas que formam nossa cadeia. Além disso, monitoramos fornecedores que atuam junto à nossa infraestrutura de redes por meio de nosso Sistema de Gestão Ambiental (SGA), certificado segundo a norma ISO 14.001/2015. O Grupo Telefónica também integra a Joint Audit Cooperation (JAC), coalizão da que envolve as maiores empresas de telecom do mundo para avaliar o compliance de suas cadeias de fornecimento compartilhadas.

• Quando o fornecedor avaliado tem uma pontuação abaixo de 45/100, seu desempenho socioambiental é considerado aquém do esperado e este fornecedor é classificado como de alta criticidade (risco). Nesse caso, juntamente com as áreas da Telefónica S.A. de Compras e Sustentabilidade, é realizado um bloqueio preventivo desse fornecedor em nossa plataforma de compras, de maneira reter novas adjudicações de contrato ou convocação para nossas concorrências. Para que seja feito o desbloqueio, o fornecedor deve se comprometer formalmente com o desenvolvimento de um plano de ação de melhoria nos temas e indicadores em que ficaram aquém do mínimo determinado, além de responder novamente a plataforma de self assessment do Ecovadis para que então se atinja a meta definida segundo o plano alinhado com a área de Negócio Responsável, que faz a gestão de Sustentabilidade na cadeia de suprimentos da Telefônica Brasil S.A.


 
 

© Telefônica S.A.